CRISE: APÓS A CHUVA VEM O SOL

Vista da janela onde se vê tempo chuvoso representando a crise no Brasil

“Após a Chuva Vem o Sol” – Milton Erickson

Esse é o pensamento mais singelo que em minha opinião descreve a esperança que todos têm num período difícil.

Seu autor é o Doutor Milton Erickson, psicólogo que revolucionou a psicoterapia introduzindo a hipnose como elemento de acesso rápido ao inconsciente para ajudar as pessoas a ter uma vida melhor.

Mesmo não sendo das áreas gerenciais, suas ideias refletem exatamente o que todas as pessoas de negócios e trabalhadores estão vivenciando neste momento.

Estamos “na chuva” com a esperança de que “o sol apareça” tão logo quanto possível.

Quem já me conhece sabe que sou um apaixonado por inovação e pela arte-ciência que existe por detrás dela.

E por isso quero falar da inovação neste momento de “chuva”.

No passado já atravessei momentos difíceis de crise e sei como isso é desagradável.

Aprendi muito com isso e posso dizer que as crises ensinam muito, apesar das emoções ruins que trazem.

Sei que minha ideia aqui pode não “casar” muito com o medo de muita gente, mas acredito que ao contrário do que a maioria pensa, a hora de inovar é agora, bem no meio da crise.

Vou te explicar como e porquê.

A crise no Brasil e a turbulência político-econômica que o país está enfrentando tendem a deixar as pessoas pessimistas, dificultando a percepção de possibilidades e oportunidades que com crise ou sem crise existem e podem estar “batendo à porta”.

 

É muito provável que inovação seja a última coisa que muitas empresas queiram pensar neste momento.

Mas é possível e importante pegar a contramão e inovar sem necessariamente ter que gastar dinheiro ou gastando bem pouco.

Há outras “moedas” que também podem ser utilizadas para gerar valor imediato e escapar dessa onda de pessimismo.

A crise no Brasil tem suas origens econômicas sim, mas você não pode perder de vista o fato de que a crise é principalmente política.

Porque estou dizendo isso?

Porque é importante tomar cuidado com a crise vendida pela mídia e pelo senso coletivo de desespero, tão comum em situações difíceis que acabam sendo percebidas como algo muito pior do que realmente é.

Isso é um fenômeno humano, velho conhecido de investidores e empresários mais experientes.

Então, cuidado com os vendedores de polêmica ok?

Voltando à inovação, muita gente pensa que para inovar é preciso gastar muito dinheiro.

Isso não é verdade.

A inovação pode estar em elementos intangíveis do seu negócio.

 

Você e sua equipe também podem e devem projetar novas ideias agora, para colocar em prática quando o cenário começar a melhorar.

Tempo, esforço e novos projetos em vista podem valer muito mais do que gastar dinheiro.

Há um fato interessante que pouca gente pensa a respeito; crise remete a pobreza.

Mas há alguma riqueza que a crise traz? A resposta é sim.

A crise no Brasil nos deixa como riqueza a lição de que inovar sempre é o caminho dos negócios em tempos de hipercompetição.

 

Uma lição simples e ao mesmo tempo muito significativa.

Em minha palestra Estratégias Competitivas para o Novo Mundo mostro o caminho da inovação perpétua em mercados complexos e hipercompetitivos.

Para inovar neste momento você precisa identificar quais elementos do seu negócio estão sendo afetados pela crise e planejar uma transformação que traga resultados imediatos tanto em redução de custo quanto em geração de receita.

Sabemos que infelizmente alguns setores terão mais dificuldade de fazer isso, mas felizmente a maioria pode fazer sim.

Você terá duas etapas a cumprir:

1 – Ações lucrativas imediatas (para trazer os clientes de volta e apagar os incêndios)

 2 – Identificação de pontos de inovação

AÇÕES LUCRATIVAS IMEDIATAS

 

O primeiro passo é trazer de volta os clientes que “sumiram”.

A prioridade é trazer dinheiro para o caixa, pois sem isso fica complicado pensar na etapa 2.

Então aí vão as dicas dessa primeira etapa:

Faça promoções para atrair os clientes. Essa é uma ação básica que não pode faltar nesse momento.

Faça anúncios de baixo custo para atrair novos clientes (se você ainda não conhece a ferramenta de anúncios do facebook para empresas precisa conhecer (entre e clique em “Criar Anúncio”).

Se você trabalha com o varejo use as redes sociais para fazer marketing instantâneo (postagem de fotos de novos produtos, vídeos, entrevistas, depoimentos).

Se você tem uma loja ou escritório onde recebe os clientes use o Facebook para empresas para criar anúncios de baixíssimo custo e atingir o público que está no entorno da sua empresa num raio de ação que você mesmo define (ao abrir este link clique no botão “Criar Anúncio” e escolha a opção “Alcançar pessoas próximas à sua empresa”). 

IDENTIFICAÇÃO DE PONTOS DE INOVAÇÃO 

 

Agora as dicas da etapa 2.

Para identificar pontos de inovação recomendo que você responda para às seguintes perguntas:

  • Há outros segmentos de clientes que sua empresa já pensou em atender, mas não seguiu adiante? Se sim esta é a oportunidade de seguir.
  • Que nova linha de produtos ou serviços você poderia adotar para servir melhor seus clientes atuais e novos segmentos do mercado?
  • Se você vende produtos, que serviços você pode agregar aos seus produtos e com isso criar novas fontes de dinheiro?
  • Se você vende serviços, que produtos podem se juntar aos seus serviços e se tornar mais uma fonte de dinheiro?
  • Você sabe por que os seus clientes compram de você atualmente? Se não sabe pergunte a eles. Observe o comportamento deles, seus comentários e ações que mostram respostas nas entrelinhas. Descubra o que leva os clientes a procurar a sua empresa mesmo que você já tenha quase certeza que sabe essa resposta.
  • Sua empresa mantém contato constante com os clientes? Ou somente às vezes? Se não é importante criar formas de contato periódico especialmente através de e-mail (e-mail marketing).
  • Seu negócio tem presença digital? Pode ser facilmente encontrado na internet? O site da sua empresa é otimizado? Há um trabalho de SEO (Otimização dos Mecanismos de Busca) e anúncios estratégicos no Google?

Um fato polêmico que quando menciono muita gente assusta: um site na internet sem um trabalho de otimização é simplesmente um monte de lixo virtual que não serve para absolutamente nada.

 

Só fui descobrir isso quando minha empresa foi orientada pelo consultor de marketing digital André Carneiro da empresa The Agency (Belo Horizonte).

Se o site da sua empresa ainda não é otimizado mexa-se e contrate o especialista em atração de clientes pela internet.

Você pode estar perdendo negócios.

Estou certo que estas perguntas podem te ajudar.

Lembre-se do conceito de inovação: é qualquer transformação proposital que aumente os lucros do seu negócio.

Então é importante lembrar que para haver inovação não é preciso ser um grande gênio inventor, mas alguém que enxerga oportunidades de negócio e geração de receita com uma percepção incomum.

A hora de inovar é agora!

Lembre-se da frase de Milton Erickson:

“Após a chuva vem o sol”.

1 comentário

  1. Avatar

    Caro Daniel, tenho acompanhado seus trabalhos, os quais tem se apresentado em alto nível de excelência, inspiração e motivação, levando nos sempre a pensar e agir mais.

    Parabéns,
    José Antônio Ribeiro
    Divinópolis-MG

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *