O DESAFIO DE CRIAR UMA GRANDE EQUIPE

Se você já teve a oportunidade de trabalhar em mais de uma empresa, provavelmente também teve a oportunidade de vivenciar o desafio de criar uma grande equipe.

Equipes empresariais acabam por se tornar um grupo desmotivado, já que a rotina, os cortes de custos e a pressão do ambiente de trabalho impacta o humor das pessoas.

4 PASSOS PARA MOTIVAR SUA EQUIPE

Por isso, o gestor de equipes empresariais tem que ser capaz de encarar o desafio de motivar e de fazer sua equipe ter qualidade crescente em 4 passos:

1 – Selecione pessoas competentes:

Pessoas competentes são pessoas com vocação para a tarefa.

Há muita gente formada e pouca gente realmente competente.

Se a empresa quer prosperar, não pode trabalhar com aventureiros da “geração diploma”.

Isso é fato.

Empresas precisam de talentos.

 

Pode parecer utopia, mas é questão de tempo para a “corda arrebentar” ou para o lado da empresa ou para o lado do funcionário.

É questão de tempo mesmo.

O cara errado no lugar errado não é sustentável.

É importante lembrar que não há diploma que resista à ausência de talento.

2 – Tenha uma estratégia e envolva as pessoas nela:

Para que uma equipe esteja motivada ela precisa de desafios bem definidos, metas realistas e recompensas.

Esta é a fórmula da motivação contínua no ambiente de trabalho.

Se faltar algum desses itens seu time ficará facilmente desmotivado.

Se resultado é o que interessa, aqueles que superam as metas têm que ser recompensados.

Senão a coisa passa a não fazer sentido.

3 – Treine as pessoas:

Em termos de treinamento, as equipes empresariais precisam de dois tipos de estímulos:

  • Localizados: é o treinamento de como fazer e aprimorar a execução das tarefas do dia-a-dia.

Isso inclui técnicas de produtividade, detalhes específicos do fluxo de trabalho de cada um e habilidades interpessoais.

  • Sistêmicos: estímulos sistêmicos é visão estratégica atualizada, capacidade de seguir um planejamento à risca sabendo como cada ação se relaciona com os objetivos estratégicos e capacidade de inovar seguindo um método com cooperação entre pessoas.

4 – Acabe com o dilema entre execução e inovação:

Esse é um dos maiores dilemas de toda e qualquer empresa.

Sem execução uma empresa não existe.

Essencialmente as empresas são criadas para executar.

Só que o ambiente de negócios passou a obrigá-las a inovar.

E inovação não combina muito com execução, pois é preciso separar um tempo para pensar, sem ter que executar naquele momento.

O momento de execução não combina com o momento de inovação, pois executar é cumprir tarefas.

Inovação demanda tempo, raciocínio estratégico, abertura para mudança e criatividade.

ELIMINE O MAIOR DILEMA DAS EMPRESAS

 

Então para acabar com esse dilema só tem um jeito: separar um tempo para as atividades de inovação.

Até porque já foi a época em que inovar era algo esporádico.

Negócios no século XXI precisam ter a inovação como parte de sua estratégia.

Neste pequeno vídeo falei sobre isso e sobre as portas de entrada para a inovação em qualquer negócio.

Na prática e de forma bem objetiva é assim que se cria uma grande equipe.

Desmotivado é e desmotivado será, um time que não é preparado e estimulado.

É preciso equilibrar o resultado que uma empresa espera com a realização que as pessoas almejam.

É neste equilíbrio que está o grande desafio de criar uma grande equipe.

 

 

Imagem de www.sxc.hu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *