IDEIAS INOVADORAS – O GUIA FUNDAMENTAL [VÍDEO COM 4 PASSOS]

Neste vídeo você verá o guia fundamental de 4 passos para ter ideias inovadoras para empresas ou para um negócio de qualquer tipo, mesmo que você seja um profissional autônomo.

Não importa qual é a sua área, as dicas serão úteis (mas só funcionam para quem aplica):

Oi pessoal!

Aqui é Daniel Bizon e nesse vídeo, eu vou te ensinar uma mágica que eu adoro!

Que é a mágica da multiplicação de ideias inovadoras para empresas.

E também a mágica de fazer desaparecer “aquele branco”, que prejudica você bem na hora em que você precisava inovar, especialmente agora em que muitas empresas estão precisando de ter boas ideias para sair da crise.

Então fique comigo aqui, que eu vou te mostrar agora o guia fundamental de quatro passos para ter ideias inovadoras para empresas (comércio, de produtos, serviços, para novos negócios, para abrir uma empresa ou seja lá o que for).

Esses quatro passos serão:

  • Definir o público alvo
  • Identificar oportunidades
  • Produzir ideias
  • E o quarto passo validar ideias

Então vamos de cara ao primeiro:

PASSO 1 – DEFINIR O PÚBLICO ALVO (PARA TER IDEIAS INOVADORAS PARA EMPRESAS OU QUALQUER NEGÓCIO) 

O primeiro passo que você precisa para ter ideias inovadoras (e sustentáveis) é ter clareza total do seu público alvo.

Definir o público alvo.

E quando eu falo definir o público alvo, para eu ser mais específico eu estou querendo dizer o seguinte: que você precisa definir um representante do seu público alvo.

O que nós especialistas em marketing e inovação chamamos de persona.

Então o público alvo você vai definir uma persona.

Você vai definir um representante, um representante como se fosse um personagem, um bonequinho, que representa o seu público alvo.

Ah, e um detalhe:

Isso é valido se você vende para pessoa física e se você vende para pessoa jurídica!

Talvez você seja um dono de uma empresa ou um trabalhador de uma empresa que vende para outras empresas.

Então não importa se o negócio é para pessoa física ou pessoa jurídica.

E para você definir esse público alvo, você tem que definir como eu disse, um personagem.

Então, por exemplo, eu tenho um projeto de desenvolvimento pessoal, um método que eu criei, chamado Minha Vez de Vencer, que tem como objetivo, ajudar pessoas que querem mudar de vida, alcançar os seus reais objetivos né?

São as cinco chaves para mudar de vida passo-a-passo.

E esse método ele tem um público alvo, ele tem uma persona.

Então a minha persona é:

O “Eduardo” ou a “Soraia”, 38 anos, casados né, não necessariamente casados um com o outro, mas pode ser também.

Mas eles têm curso superior, são batalhadores da vida, mas estão se sentindo desorientados, não alcançaram seus objetivos de vida, estão se sentindo frustrados, a idade deles está avançando né?

São novos ainda, mas não são tão novos, e eles são aquelas pessoas que não alcançaram seus reais objetivos de vida, eles caíram muito no conto do vigário do sistema, no “American Way of Life”.

Eles acreditaram naquele, no “sucesso americano” e acabaram não se atendo ao seu, ao que é sucesso para cada um deles, que são seus reais objetivos de vida.

Então esse meu projeto ele visa ajudar esse público, certo?

E esse público ele tem que estar muito claro, muito bem definido.

Então você precisa definir o seu público alvo, definir ele com clareza.

Se for uma pessoa jurídica, pode ser o Miguel, 53 anos, profissional de segurança do trabalho, diretor da CIPA, e é uma pessoa dinâmica e que conhece muito de segurança do trabalho, tem conhecimentos específicos.

Ok!

Então talvez você, na sua empresa vai ajudar esse profissional de segurança do trabalho.

Então esse primeiro passo é definir seu público alvo, ok?

Ter clareza total desse público alvo.

PASSO 2 – IDENTIFICAR OPORTUNIDADES PARA TER IDEIAS INOVADORAS PARA EMPRESAS

E a partir do momento que você cumpriu esse primeiro passo, você vai para o segundo passo.

O segundo passo é o passo de identificar oportunidades como eu disse. Para você identificar oportunidades, você precisa “se ligar” nos dois motivos universais da humanidade para comprar, as duas maiores razões que fazem as pessoas comprar, que são os incômodos e os sonhos.

Eu já falei sobre este assunto em outros artigos aqui do site, mas aqui é válido trazer de volta porque é importante para identificar oportunidades.

O que são os incômodos?

São aquelas coisas que estão tirando o sono do seu público alvo, ok?

Aquelas coisas que vivem atormentando o seu público alvo, seja ali no dia-a-dia, seja nas grandes questões da vida.

São aqueles fatos que “travam” a vida, os negócios e o progresso do seu público alvo, da sua persona.

E nós temos também os sonhos, que são aquelas coisas que o seu público deseja muito, que ele, são aqueles grandes ganhos né?

É a mulher dizendo, olha meu sonho um dia é me casar no lugar tal, maravilhoso, ou o cara que vira e fala, olha eu quero fazer uma viagem para o oriente médio, sei lá.

São as grandes questões que são aspirações, mas não são incômodos, não são coisas que, que digamos que ficam ali “pulsando” todo dia, incomodando a pessoa.

São grandes desejos, então você vai usar esses direcionadores de pensamento para elucidar os sonhos do seu público alvo.

Então você vai identificar as oportunidades dessa forma.

E existem algumas coisas que te ajudam a identificar essas oportunidades, esses incômodos e esses sonhos.

O primeiro fato né, a primeira ferramenta que você pode usar é a velha e boa observação.

Por mais óbvio que pareça, eu tenho que lhe dizer que essa ferramenta continua sendo muito válida.

Inclusive grandes negócios (com serviços inovadores e criativos que deram certo) que hoje são famosos, que estão aí despontando, eles nasceram a partiram da observação, eles nasceram em épocas que não existiam as ferramentas de tecnologia que tem hoje, não existia internet, não existia smartphone, é a velha e boa observação.

Aquele “cara” que fica ali percebendo dificuldade das pessoas, percebendo ambições das pessoas, e esse “tino” de observação, mais a intuição, ele funciona sim para identificar essas oportunidades de negócio, para perceber incômodos e perceber os desejos das pessoas.

Uma outra agora ferramenta sim que é da tecnologia de informação, é uma ferramenta que você vai encontrar, eu vou deixar o link dela aqui abaixo, na descrição desse vídeo se você estiver vendo no YouTube ou na transcrição do vídeo que nós vamos colocar o texto desse vídeo no meu site logo abaixo do vídeo, a ferramenta se chama Keyword Finder, que é o buscador de palavra chave, ok?

Lá você vai digitar alguma palavra que tem a ver com algo que você suspeita que o seu público possa estar buscando.

Por exemplo:

Vamos supor que você atenda um público de mulheres grávidas.

Você tem uma confecção, que só fabrica, cujo foco são mulheres grávidas, você fabrica roupas para mulheres grávidas.

Então você vai lá…

Ah eu imagino que a mulher grávida vai procurar na internet, “roupas confortáveis para mulheres grávidas”, ou “como se vestir durante a gravidez”.

Então você vai colocar lá estes termos nessa ferramenta e ela vai, essa ferramenta vai além de verificar se esses termos que você imagina que seu público esteja buscando, se ele realmente está buscando esses termos, ela vai quantificar essas buscas e ainda vai sugerir outros termos relacionados a esses, com a quantificação, com número mensal de buscas.

Então isso é muito “bacana”.

Isso é muito usado por pessoas que trabalham com empreendedorismo digital, inclusive eu também e você, eu recomendo que mesmo você não trabalhe com empreendedorismo digital, mas em qualquer área de negócios, como eu disse, para pessoa física ou para pessoa jurídica, não importa as pessoas estão digitando suas demandas na internet, você pode e deve usar esta ferramenta.

ATRAIA CLIENTES PELA INTERNET

Se tem uma empresa que confio que é especializada em ajudar empresas e empreendedores a atrair clientes pela internet, essa empresa se chama The Agency.

Inclusive o site deles tem um teste gratuito para identificar oportunidades de melhoria em sites e blogs e atrair muitos clientes pela internet enquanto você trabalha nas suas tarefas ou mesmo enquanto você dorme (faça o teste no seu site aqui).

A The Agency fez uma verdadeira revolução no meu site e no meu blog de desenvolvimento pessoal também. 

A terceira ferramenta que eu recomendo para você é o “Google Suggest”, ou seja, são as sugestões do google, quando, já viu quando você vai lá no Google e vai digitar qualquer coisa do tipo: “como fazer um bolo”, e aí o google vai lá e completa, de cenoura com chocolate.

Pois é, aquilo lá, é o sistema de sugestões do google, qualquer coisa que você buscar lá no google, o google vai completar e essa informação complementar que ele coloca depois que você começa a digitar qualquer coisa ele está retirando do banco de dados dele.

Isso significa o que?

Que são informações que as pessoas estão digitando na internet.

Então o google te dá muitos “insights” ali do que o seu público alvo, independentemente de quem ele seja está buscando, ok?

Então esse é o segundo passo para você conseguir produzir ideias inovadoras, identificação de oportunidades (e claro, ideias inovadoras para ganhar dinheiro)

PASSO 3 – PRODUÇÃO DE IDEIAS INOVADORAS PARA EMPRESAS (NA PRÁTICA)

O terceiro passo é a produção das ideias, a partir do momento que você definiu o público alvo, identificou as oportunidades que se resumem aos incômodos e aos sonhos do público alvo, você vai partir para a fase da produção das ideias e aí você vai usar a velha ferramenta.

É velha, mas é nova, é atual, é atemporal, que é o brainstorming ou tempestade de ideias né? E, como é que você vai utilizar esse brainstorming?

Poxa, tem várias formas, você pode simplesmente pegar uma folha de papel e começar a escrever várias deias.

Se você estiver com um grupo, você pode pedir, fazer um círculo, ligar um gravador, pode ser o gravador do seu celular e falar, cada pessoa que for, a medida que o círculo for girando, passando a vez cada uma das pessoas vai falando uma ideia, relacionadas a que?

Às oportunidades que você identificou, então ela vai te ajudar a criar ideias para gerar produtos ou serviços ou melhorias de atendimento ou seja lá qual for o objetivo das suas ideias inovadoras, ok?

É muito útil para criar novos produtos, novos serviços, mas vale para várias tarefas que você tiver no seu dia-a-dia como empreendedor ou como trabalhador de uma empresa também. Isso que eu estou falando aqui não vale só para quem é dono de negócio não, viu?

Até porque a capacidade de produzir ideias inovadoras, projetos inovadores é uma competência cada vez mais requisitada dos trabalhadores que estão nas empresas do século XXI.

Então você vai produzir ideias com brainstorming, pode usar uma folha de papel, pode usar um gravador, gravando as ideias da turma ali no sistema circular.

Você pode usar post-it, você pode começar a escrever uma ideia em cada post-it e estando ali com a clareza do seu público alvo e das oportunidades que esse público alvo te mostra através dos seus incômodos e de seus sonhos.

E você também pode usar uma outra ferramenta que eu adoro, chamado mapas mentais; o mapa mental também pode ser feito à mão e ou então você pode usar uma ferramenta de mapa mental no aplicativo do seu celular ou através de um mapa mental online, eu adoro usar o Mind42.

Eu vou deixar link aqui abaixo e também vou deixar o link para usar o brainstorming de uma ferramenta que você pode usar em um aplicativo no seu celular que é o Color Note, ok?

Que é simplesmente como se fosse um post-it virtual que você começa a fazer listagem de ideias ali com uma tranquilidade absurda.

PASSO 4 – VALIDAÇÃO DE IDEIAS INOVADORAS PARA EMPRESAS

E o quarto passo, o quarto e último passo para você seguir esse guia fundamental de quatro passos para ter ideias inovadoras é a fase de validação de ideias.

E para você partir para a fase de validação de ideias, você tem que fazer uma coisa que muitos empreendedores pecam por não fazer; que é: ir a campo.

O Steve Blank, um dos maiores professores de empreendedorismo no mundo, ele fala de forma expressiva para as pessoas:

“Saia do prédio, vá para a rua, vá de encontro aos clientes”.

E esse ir de encontro aos clientes é claro isso pode variar de negócio para negócio.

Talvez você atenda clientes que estão a milhares de quilômetros de você, como é que você vai de encontro a eles, talvez nem sempre é possível fazer isso, você estar presencialmente.

Mas você pode ir de encontro aos clientes através do Skype, através do WhatsApp, você pode falar com eles, o que importa é isso, que você teste suas ideias, que você valide (isso vai garantir muito mais chances de ideias de negócios de sucesso).

Então você tem que ir a campo, se os seus clientes estão próximos de você melhor ainda porque aí você vai ter condições de pegar as ideias que você criou e vai apresentar essas ideias para o cliente, vai discutir com ele, vai saber o que ele pensa daquelas ideias, se ele compraria aquelas ideias e para isso eu recomendo que você faça um, uma sub etapa dessa fase de validação das ideias que são os protótipos.

Protótipo é uma versão, uma versão beta, uma versão de teste que você pode fazer para um produto, ou até mesmo para um serviço, ok?

Então você pode fazer, se você vai fabricar um produto, fabrique uma ou duas unidades apenas do produto que muita gente chama de MVP (Mínimo Viável do Produto).

E aí você vai “pegar” esse produto e vai colocar para o cliente provar, para ele testar, para ele utilizar; estou falando aqui uma ou duas unidades aqui como exemplo, é claro dependendo do seu negócio você pode produzir até mais se o custo for baixo, se vale a pena para você, dependendo do que for também né?

Talvez você seja do ramo de vestuário, talvez você seja do ramo de ferramentas, cada negócio vai ter a sua, o seu processo de produção desse protótipo e em cada negócio o custo vai pesar mais ou menos, aí você vai definir quantas unidades é o ideal.

Mas, produzir poucas unidades é bem melhor do que jogar o seu dinheiro fora com uma ideia que você não testou.

Então é a forma mais barata de você validar o seu negócio.

Então se for um serviço você, a melhor forma de você criar um protótipo é você ter uma versão mínima desse serviço e você conversar com alguém do público alvo interessado pra utilizar esse serviço seu gratuitamente.

Se for um serviço que você pode ir lá e executar você vai prestar esse serviço pro pequeno grupo de clientes pra ver como é a reação, o que eles pensam, como ele se sentiu, como é que foi a experiência e você vai aprender com esse processo.

E aí o que é a terceira sub etapa dessa parte de validação?

É a fase do feedback, que é quando você vai ouvir o que os clientes estão dizendo, o que eles dizem em relação ao que está dando certo, o que não está dando certo e é importante que você registre estas lições que você vai ter dos seus clientes através de anotações.

Você pode fazer um vídeo da experimentação do produto, pode filma-los simplesmente ali com seu celular ou uma câmera dependendo da sua estrutura, mas até mesmo um celular hoje em dia ajuda que são super câmeras.

E você pode também fotografar essa fase de teste do seu produto; ou do produto ou serviço.

E fazendo isso eu tenho certeza que você vai conseguir produzir ideias inovadoras com muito mais eficácia, especialmente agora em que a gente está precisando, o Brasil está todo precisando de entrar numa fase de recuperação.

A economia instável e a gente está precisando, todos nós não é?

O Brasil todo de entrar numa fase de otimismo, entrar numa fase de inovação.

E eu estou aqui para entregar esse conteúdo para vocês aqui e nas palestras pelo Brasil em que eu espero te encontrar em algum lugar.

Então recapitulando:

Fase número 1, dos quatro passos do guia fundamental para produzir ideias inovadoras:

  • Definir o público alvo
  • Identificar oportunidades
  • Produzir ideias
  • Validar ideias

Eu sou Daniel Bizon e a gente se encontra num próximo conteúdo aqui no meu site www.danielbizon.com.br

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *